Introdução a dinâmica tática do futebol - 8ª parte (fases do jogo)

dinâmica do futebol momentos do jogo

Esse é o último post desta série "introdução a dinâmica tática do futebol", durante as aulas anteriores nós aprendemos vários conceitos fundamentais para o entendimento desse esporte, trabalhamos vários conceitos, entendemos o que é tática, setores do jogo, posições em campo, e por fim, o modelo de jogo, hoje o tema será as fases do jogo de futebol, como ele decorre.

Por: André Salgueiro Lima


O tema da aula de hoje é a fonte de inspiração para o nome dessa série, a DINÂMICA do jogo, a dinâmica é uma área de estudo da Física que trata do MOVIMENTO, e as cinscurtâncias que realizam esse movimento. No futebol, também existe uma dinâmica, a qual chamamos de fases do jogo, ou momentos do jogo.

Esse tema é simples mas  o seu entendimento é fundamental para que o treinador ou analista consiga compreender outros conceitos que veremos posteriormente.

Observe a imagem abaixo, ela demonstra as fases do jogo.

dinâmica do futebol momentos do jogo
A imagem identifica 4 conceitos: Organização Ofensiva, Organização Defensiva, Transição Ofensiva e Transição Defensiva.

Nesse ponto, precisamos fazer uma observação, pois existe uma divergência quanto ao entendimento dessas fases do jogo.

Uma parte dos professores e estudiosos entendem que são 4 momentos distintos do jogo, o outro grupo concebe que são apenas 2 momentos de jogo: A organização ofensiva e defensiva, dessa forma, as transições são apenas INSTANTES, essa segunda teoria é a predominante atualmente, eu particularmente também me inclino para ela.

A dinâmica do futebol é simples, durante todo jogo uma das equipes sempre está em posse da bola, a equipe que detém a bola está no momento de ORGANIZAÇÃO OFENSIVA, e seu adversário por consequência está em ORGANIZAÇÃO DEFENSIVA, cada um desses momentos possui objetivos próprios, com princípios táticos próprios a eles, esses são os princípios do ataque e os princípios da defesa, o qual veremos em outra aula mais avançada.

As transições não são momentos do jogo, quando ocorre uma transição, isso é, a mudança da posse de bola, as equipes alternam-se imediatamente de suas fases de jogo, todos os movimentos a partir da transição defensiva já fazem parte da organização defensiva, assim como, todas as ações que seguem a transição ofensiva fazem parte da organização ofensiva, as transições são apenas instantes, marcos que dividem as duas fases do jogo.

Lembrando que até mesmo as bolas paradas são compreendidas dentro dessa teoria das fases de jogo.

Esse é o último post desta série introdutória, se você já viu todos os posts anteiores tenho certeza que está pronto para saltos maiores, o próximo artigo sobre teoria de futebol entrará em um nível um pouco mais avançado.


2 comentários:

  1. Existem 5 momentos de jogo. Quem considera que existem apenas 2, deve ser burro. Organização ofensiva, defensiva, e transições não são fases mas momentos de jogo. E adiciona bolas paradas, que começam a ser aceites como momento de jogo. E devem ser aceites. Cumprimentos

    ResponderExcluir
  2. Caro Sr. Anônimo

    Eu apresentei as duas teorias que são predominantes e são defendidas por vários professores desta área, chamá-los de burros me parece bastante desapropriado, ainda existe uma terceira teoria que considera que bolas paradas são uma quinta fase de jogo, mas essa teoria é ainda mais fraca.

    Todos os pontos foram esclarecidos no próprio post, não faz sentido nenhum o seu comentário de tamanha arrogância, estude mais o jogo.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário